Eu por mim mesma

Eu sou o que posso na medida que me permitem..Gwen-Angel-Coulby-Disney-style-merlin-on-bbc-30412554-850-708
Quando posso, eu ultrapasso as fronteiras…
Quando não posso, do meu limite faço arte…
Sou semelhante ao rio…
Se me barram, eu aprofundo…

Entre e fique a vontade

4bookaholic-wood

Olá meu nome é Patrícia Santos, mais podem me chamar de Patty Santos, tenho 36 anos, e no final do ano passado resolvi criar este blog, que tem um “irmão gêmeo” no Blogspot, sério às vezes me pergunto se isso é coisa que se faça, mas eu gostei do formato do WordPress, e não queria me desfazer do Blogspot, então posto o mesmo conteúdo nos dois.

Desde muito jovem eu me interessei pela leitura, lembro-me de um dos primeiros livros que li e marcou, pois foi também o primeiro livro que me fez chorar, estava na 5a.serie, deveria ter entre 11 e 12 anos, e o livro chamava-se “Coração de Vidro” de Jose Mauro de Vasconcelos. Quatro personagens destruídas pela vaidade, insensatez e orgulho humanos: o pássaro azulão, o peixinho vermelho, o cavalinho de ouro e a mangueira-moça. Quatro histórias com finais muito tristes.

Fiz dois anos de letras, infelizmente não me formei. Minha formação é Ciências Contábeis. Mas minha paixão é ler. Sou apaixonada por Livros, Filmes e Séries de TV. Aqui nesse cantinho você encontrara um pouquinho de cada coisa. Espero que gostem.

 

Não sou boa com números.

Com frases-feitas.

E com morais de história.

Gosto do que me tira o fôlego.

Venero o improvável.

Almejo o quase impossível.

Meu coração é livre, mesmo amando tanto.

Tenho um ritmo que me complica.

Uma vontade que não passa.

Uma palavra que nunca dorme.

Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil.

Não coleciono inimigos.

Quase nunca estou pra ninguém.

Mudo de humor conforme a lua.

Me irrito fácil.

Me desinteresso à toa.

Tenho o desassossego dentro da bolsa.

E um par de asas que nunca deixo.

Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E – sem saber – busco respostas que não encontro aqui.

Ontem, eu perdi um sonho.

E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir…

Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera.

E chega mais perto de ser quem – na verdade – a gente é.

Fernanda Mello

 

P.S.: Adoro os textos da Fernanda Mello….

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s