Resenha ” A Rosa do Inverno” – Patrícia Cabot – Editora Planeta

No ano de 2012 tive algumas “agradáveis surpresas literárias” que por conta de não ter ainda o Blog não postei as resenhas destes livros, mas não custa nada voltar um pouco no tempo e fazer isso agora, vamos lá então à minha primeira agradável surpresa.

3A_ROSA_DO_INVERNO_1250300368PSinopse: A Rosa do Inverno – Patrícia Cabot

Quando o dever se converte em prazer…

Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para a Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: o sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título.

Orfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra.

Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward Rawlings enlouquece com a sensualidade de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões.

No entanto, ao chegar lá, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?

A Rosa do Inverno é um romance leve, com boa dose de romantismo, forte aroma de sensualidade e uma pitada de suspense. Fala de paixão arrebatadora e indevida, de destino e escolha. Mas, sobretudo, é uma história que acende o debate sobre a condição feminina, o papel, os desejos, os temores da mulher. Ao confrontar o instinto de se entregar a um homem e a decisão de manter a independência, a Patrícia Cabot faz do livro um espelho dos dilemas femininos.

Minha opinião:

Talvez vocês estejam reconhecendo o nome da autora Patrícia Cabot, esse é o pseudônimo utilizado por Meg Cabot (Meggin Patrícia Cabot), para escrever seus romances históricos. A Rosa do Inverno é  de 1998, no Brasil foi lançado pelo Editora Planeta pelo selo Essência em 2008.

Sabe esses livros que conhecemos como “romance água com açúcar”, que sempre tem a figura da mocinha que é impetuosa e a frente de seu tempo, e o mocinho que é alto, rico e lindo? Pois bem, A Rosa do Inverno, se encaixa nesse perfil.

O cenário é a Inglaterra de 1860, Pegeen é uma jovem filha de um vigário falecido e tia do pequeno Jeremy. Após a morte de seu pai Pegeen e seu sobrinho sobrevivem da caridade da igreja, até entrar em cena Lord Edward de Rawlings, que vem em busca de seu sobrinho, o jovem Jeremy.

Desde o primeiro encontro de Edward e Pegeen, podemos sentir as fagulhas de romance no ar, a atração entre os dois é evidente, mas Pegeen tem uma ideia muito ímpar sobre casamento. Além disso, as circunstâncias sobre a morte do pai de Jeremy, o desaparecimento de sua mãe, que era irmã mais velha de Pegeen, e a ex-amante malvada de Edward são outros fatores que podem separar o casal.

Enfim, é uma romance em sua essência, o jovem casal se conhece, se apaixonam, fatos fazem com que eles se separarem e no final há um grande acontecimento que soluciona todos os problemas e todos vivem felizes para sempre.

Simplesmente amei esse romance, são 414 páginas que você lê e fica um gostinho de quero mais.

5 estrelas
DSC02924
by Patty Santos
Resenha 04/2013

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s